ENSAIOS METALOGRAFICOS

Espessura de camada pelo método metalográfico

Espessura de Camada 

Os resultados da maioria dos ensaios na película seca dependem da sua espessura. 

Portanto não é recomendado que se inicie qualquer ensaio sem se conhecer a espessura de camada da tinta. A medida de espessura de camada pode ser realizada de duas formas: destrutiva e não destrutivamente. 

Consulte nosso departamento técnico para maiores informações. 


Método Destrutivo 

Este método descreve procedimento para a verificação da espessura de camada dos revestimentos através de método destrutivo (decapagem). 

Normalmente empregado para verificar a espessura em peças com área conhecida (parafuso, porcas, arruelas, etc), este método interno prevê cálculos para determinação da espessura de camada baseando-se nos "pesos de camada" para cada revestimento, estes, ligados diretamente com sua "gramatura" e poder de cobertura teórico. 

Consulte nosso departamento técnico para maiores informações. 


Método Não-Destrutivo 

É utilizado um aparelho onde o fluxo magnético varia inversamente à distância entre os substratos magnetizável e a bobina. Assim, essa distância corresponde a uma camada não magnetizável, a qual é função da espessura de camada. 

O ensaio é realizado de acordo com as normas ABNT NBR 10.443 e as ASTM D-1186 (para substratos ferrosos) e ASTM D-1400 (para substratos não ferrosos). 

Consulte nosso departamento técnico para maiores informações.